Estude, mas também pratique atividade física

atividade fisica

atividade fisica

Uma pessoa que não realiza nenhum exercício físico pode ser considerada sedentária. Mas, a partir do momento que esse alguém começa a fazer uma atividade física deixa essa condição de inativa.

Aos poucos, o seu condicionamento físico vai melhorando e a pessoa começa a perceber uma evolução. Se esse indivíduo apenas caminhava, vai se sentir confiante para arriscar uma corrida.

E o que isso tem haver com a sua rotina de estudo para um concurso público? Bom, essa preparação pode ser comparada com o treinamento de um atleta de alto rendimento.

Mesmo que você tenha a possibilidade de estudar durante todo o dia, no começo será essencial dedicar cerca de 90 ou até 120 minutos pelo período matutino e a mesma quantidade no período vespertino.

E caso, você só tenha condição de estudar pela noite, tire essa mesma parcela de tempo para se concentrar nas apostilas e livros.

Mas, com o decorrer dos dias, você vai ter mais capacidade de sentar, se concentrar e focar por um período maior nos seus estudos.

Além disso, os especialistas recomendam efetuar um intervalo de cerca de 15 minutos a cada 90 minutos de estudo e um espaço de descanso superior entre os seus estudos de manhã, à tarde ou a noite.

E essa pausa prolongada não tem nada haver com perda de tempo ou preguiça, esse espaçamento assegura que o concurseiro mantenha a sua qualidade de estudo ao longo do dia.

Sua evolução

E essa evolução também é algo que deve ser feito aos poucos na quantia, ou seja, você não precisa começar a estudar todas as matérias simultaneamente.

Os especialistas aconselham que a escolha e a dedicação nas matérias seja feita a cada 7 ou até 15 dias, já que se torna mais fácil garantir a fixação do conteúdo.

A dica é iniciar a sua preparação pelas disciplinas básicas, que precisam ser estudadas nesse prazo e, quando sentir que já compreendeu tudo pode avançar para a revisão e deixar mais tempo para as disciplinas que julgar de maior dificuldade.

Sendo assim, as matérias especificas do concurso vão ser repassadas para uma outra data, perto da publicação do edital, pois o estudante estará com os assuntos básicos e complementares absorvidos.

Desta forma, haverá a possibilidade de priorizar os assuntos específicos e com muito mais foco, já que você saberá precisamente a data de realização do teste.

Quando você estiver satisfeito e por dentro de todas as matérias, é fundamental passar por um procedimento continuo que terminará apenas com a sua aprovação.

Afinal, você pode considerar que uma disciplina foi totalmente estudada quanto estiver com toda a parte teórica na ponta da língua, os exercícios de fixação concluídos e ter terminado o seu resumo para revisão.

E caso, você atinja esse patamar antes mesmo da publicação do edital deve realizar uma revisão total da teoria com base no seu próprio material.

E no momento que já tiver concluído a revisão, a sua obrigação deverá ser realizar as provas anteriores. A partir daí, você pode corrigir a sua prova e analisar o que errou e checar no seu material de apoio o motivo de ter falhado naquela questão.

Se porventura, o seu material de apoio não conte com informações a respeito dessas questões erradas, será necessário retornar aos livros e checar todo o seu material de revisão.

E eventualmente, com as constantes procuras pelo seu resumo, você vai perceber que pode eliminar ou reduzir alguns trechos.. E provavelmente ao encerrar essa etapa, o edital já terá sido publicado oficialmente.